• Seguro de vida para clientes do crédito habitação

    A Tranquilidade lançou um novo seguro de vida para clientes com crédito à habitação. Esta seguradora aposta na simplicidade de processos e na competitividade dos preços, o novo seguro Tranquilidade Crédito Casa 2.0 prevê que as formalidades médicas sejam concretizadas através de tele-entrevista, beneficiando o cliente de mais comodidade e total confidencialidade. O preço é definido em função do estilo de vida do cliente, a quem a seguradora ainda oferece uma avaliação do seu estado de saúde de 5 em 5 anos. Além das habituais coberturas de morte e invalidez, o novo seguro da Tranquilidade disponibiliza também a cobertura de doenças graves. Já em caso de desemprego involuntário ou hospitalização, a Tranquilidade compromete-se a reembolsar os prémios mensais pagos nesse período durante seis meses, podendo esse prazo alargar-se para 12 meses em casos de incapacidade temporária e absoluta.

     
  • Pague menos pelo seguro à habitação

    O seguro da casa é um dos mais cruciais hoje em dia e também por isso várias entidades aproveitam para subir os preços, colocando os valores médios acima da importância real de mercado. No entanto, da mesma forma que existem diversas opções ao nível das empresas a escolher, também é possível efectivar algumas acções que ajudam a reduzir os custos anuais, tais como as que passamos em revista de seguida. 1. Contratar a apólice adequada A escolha do pacote mais acertado para os serviços que pretende é um passo crucial. Neste sentido, o mais importante é optar pelo mais vantajoso, tendo em conta que por vezes deter os seguros multirriscos e recheio em contratos diferentes é o mais indicado, já que poderá dar-lhe hipóteses de obter descontos que de outra forma não teria. No caso de uma casa alugada, o seguro de recheio será imprescindível, se este for o seu. […]

     
  • Desvantagens de comprar casa

    O presente estado débil da economia complicou o orçamento de muitas pessoas, que se vêm cada vez mais sufocadas por apertos económicos difíceis de ultrapassar. Os salários mantêm-se na maioria dos casos, mas tudo o resto aumenta, numa desproporcional variação entre o que se ganha e se paga pelos produtos e serviços. A diferença é tão grande, que levou o nível de endividamento do país tem atingido valores recordes, que são de realçar pela negativa. Embora a instabilidade permaneça no mercado, não só financeiro (bolsa), mas sobretudo na economia real (famílias e empresas), há determinadas despesas que não podem ser pura e simplesmente eliminadas, mas é exequível torná-las mais contidas. Dentro destas, incluem-se os custos com a habitação, algo que não é possível “riscar” do orçamento, o que se pode fazer é reduzir o custo deste gasto elementar, nomeadamente através do aluguer de uma casa, em detrimento da sua aquisição. […]

     
  • Seguros obrigatórios para o crédito à habitação

    Apesar de a maioria dos portugueses não ter possibilidades de comprar uma casa com facilidade, este é um desejo comum a uma parte significativa dos cidadãos nacionais. E face à ausência de poder económico para concretizar este anseio, a única solução acaba por ser o recurso ao crédito à habitação. Contudo, existem uma série de pressupostos a cumprir para que este seja aceite pelas entidades credoras, que pretendem, naturalmente, precaver o seu negócio. Por isso, é necessário conhecer o que é exigido para este género de financiamentos antes de avançar para a derradeira assinatura do contrato. Seguro do imóvel A casa deve estar protegida contra os danos principais, ou seja, apólices que incluam garantias de retorno em caso de destruição parcial ou total devido a incêndio ou fenómenos naturais. Neste âmbito, o seguro de imóvel mais comummente aceite é o multirriscos, sendo que este deverá geralmente corresponder ao valor de […]

     
  • Seguro para Imóvel e Recheio da Logo

    O anúncio do Logo Casa é curto e simples e pretende apenas mostrar aos clientes da Logo que além do automóvel, também já podem segurar a casa naquela companhia. Esta campanha foi para o ar a 4 de Maio e lembra os clientes da seguradora que se já poupavam dinheiro com o seguro automóvel, agora a mesma poupança está disponível para o seguro multirriscos habitação. E o ícone “carro alegre”, que a companhia já transmitira, começa a mudar de forma e transforma-se no novo ícone “casa alegre”, associado ao novo seguro da Logo. Por ser de subscrição simplificada, o “Logo Casa” apenas exige que o cliente indique o número de assoalhadas da habitação a segurar e a zona onde ela se situa, não sendo necessário indicar o valor do imóvel. Para segurar o recheio, o cliente pode escolher entre três níveis de capital (25, 50 ou 100 mil euros), não […]

     
 
 
 

Comentários recentes