A crise chegou em todos os sectores da sociedade e o imobiliário é até dos mais afectados. É cada vez mais difícil obter um crédito à habitação e a as casas que estão para arrendar mas cujas condições são muito más. Por isso a solução para muitos podem ser as Casas Low Cost.

O projecto é da equipa do Plano B, empresa criada em 2006 e que pretende dar um novo impulso à reabilitação da baixa do Porto. Trabalhar com marcas portuguesas e sensibilizar investidores e proprietários para recuperar habitações «a preços realistas» são algumas das metas.

Apartamentos T0 e T1, mobilados e equipados, a partir de 300 euros mensais (água e luz incluídas) são as ofertas que o «LowCostHouses» tem em mente já para 2011, revelou à Lusa Filipe Teixeira, arquitecto e um dos proprietários do Plano B.

O objectivo é recuperar «prédios inteiros», disponibilizando «90 por cento para o mercado de arrendamento», através de parcerias que permitam resultados de baixo custo.

“O Porto é uma cidade low cost: é mais barato comer e sair à noite… Mas quando alguns artistas estrangeiros e amigos nos começaram a pedir para encontrar casas na baixa, vimos que a oferta era ridícula: as casas degradadas eram caras e as que estavam recuperadas tinham preços exorbitantes”, refere Filipe Teixeira.

O arquitecto considera que “a oferta está desadequada à procura” e que o mercado de luxo “começa a ficar saturado”, não havendo público para tudo o que está a ser feito nessa área.

“Cada vez há mais prédios que ninguém vende porque não faz sentido preços exorbitantes por casas a cair de podre. Por agora, temos essencialmente um trabalho cirúrgico de encontrar prédios recuperáveis a preços realistas”.
Para já há um prédio de 11 apartamentos com negociações de tal forma «avançadas» que a perspectiva é ter as casas prontas para arrendar em 2011.

No caso dos apartamentos para venda, o Plano B oferece duas possibilidades: «Do It Yourself», para envolver os proprietários no restauro; e «Ready made», para vender o apartamento já mobilado e decorado por um designer.

 

Tags: ,